17 de ago de 2013

Linha do tempo CLAMP

A Saga de CLOW - Uma história escondida, um quebra-cabeça e o misterio por trás de Card Captor Sakura, Tsubasa Reservoir Chronicle e xXxHolic
 


Quem leu Tsubasa: RESERVoir CHRoNiCLE e xXxHolic deve ter se chateado com o fato de o final ser muito, mas muito confuso. Essa linha do tempo possui todos os eventos de Card Captor Sakura, Tsubasa Chronicle, xXxHolic (e Soel e Larg: As Aventuras dos Mokona Modoki - um livrinho lançado pela CLAMP cujo título original é Soel to Larg: Mokona = Modoki no Bouken)! Alguns dos eventos dessa linha são suposições, porém – como você bem poderá verificar – eles são bem coerentes… são as lacunas não citadas. A linha é bem simplificada e está em ordem absolutamente cronológica. Todos os vários fatos que, a princípio, eu julgava serem sem sentido se encaixaram perfeitamente! Este é o guia definitivo (muito modesto não?!?!) para entender direitinho o final dessa magnífica obra-prima da CLAMP!!! Desnecessário dizer que há spoilers, né? Isso inclui, até mesmo, detalhes do capítulo final de xXxHolic Rou, embora o final propriamente dito desse mangá não seja mencionado aqui.


  • Filho de pai inglês e mãe chinesa, nasce – em Hong Kong – Clow Reed, aquele que viria a ser o mago mais poderoso de todos os tempos e o unificador da magia ocidental com a oriental.
  • Clow se torna grande amigo da japonesa Yuuko Ichihara.
  • A magia de Clow cresce a tal nível que ele começa a perder o controle sobre ela. É usual magos poderosos criarem um ou dois guardiões, porém Clow – tentando conseguir controlar seus poderes – cria, além de dois guardiões (Cerberus e Yue), 19 cartas mágicas (53 no anime), as chamadas “cartas Clow”.
  • Sua tentativa demonstra-se inútil, seu poder cresce cada vez mais e controlá-lo torna-se mais e mais difícil. Um dia Clow começa a ver todo o seu futuro contra a sua vontade.
  • Seus dias começam a ficar sem graça e, como se não bastasse, ele ver que seu poder causará uma grande tragédia. Mesmo sabendo o que ocorrerá, ele não pode simplesmente evitar: é o hitsuzen. Ele e Yuuko, então, começam a planejar um meio de evitar o inevitável bem como evitar outras possíveis tragédias posteriores.
  • Mesmo que Clow simplesmente se matasse, isso não evitaria a tragédia. A única solução encontrada: dividir-se em dois, só assim para parar o anormal crescimento de seus poderes… há algo em Clow que faz seus poderes crescerem sem parar, o que é isso, porém, nem ele próprio sabe, mas se ele não existir mais, esse algo também não existirá. Apagar sua própria existência – além de não ser uma ideia atrativa – é impossível. Contudo seus poderes são tamanhos que ele percebe ser possível se dividir e que, dessa forma, ele não seria mais ele mesmo.
  • Nota: assim como todo mundo, Clow Reed existe em todas as dimensões, porém somente o Clow Reed da dimensão de Card Captor Sakura tem esse “algo” que multiplica seus poderes.
  • Constatação: mangás como Wish e Kobato. deixam claro que reencarnações continuam sendo “a mesma pessoa”. O que Clow pretendia fazer, contudo, fugiria a essa regra (isso, aliás, era a intenção dele). Daí resultou um pequeno problema: quem iria herdar as cartas e os guardiões? Clow preferiu deixá-los para um novo dono, porém achou por bem só fazê-lo quando suas reencarnações voltassem a esse mundo, pois assim seria mais fácil um tal de Yue aceitar. Por isso ele selou todos em um livro.
  • Clow começa os estudos para poder dividir sua alma em duas e, de brinde, dividir seus poderes. Porém ele sabe que não conseguirá concluir esses estudos antes da tragédia anunciada, mesmo com a ajuda de Yuuko. Então eles começam a planejar também um meio para minimizar os efeitos da tragédia.
  • O poder de Clow continua a crescer e começa a transpassar as dimensões. Clow – que nada sabia sobre a existência de outras dimensões – sabe que a tragédia, agora, irá atingir todas as dimensões e começa a se afligir. Quanto mais os poderes de Clow crescem, mais a tragédia cresce. Os esforços de Clow e Yuuko parecem ser em vão.
  • Porém um ser interdimensional, Mokona, vem a esse mundo investigar o descomunal poder que ele sente irradiar pelas dimensões. Ao conhecer Clow e Yuuko, Mokona resolve ajudá-los: aos dois magos é ensinado como viajar entre as dimensões. Depois Mokona retorna a sua própria dimensão.
  • [Eventos de Soel e Larg: As Aventuras dos Mokona Modoki] Clow e Yuuko criam duas réplicas de Mokona (“Mokona Modoki”): Soel (a fêmea, branca) e Larg (o macho, preto). Esses dois serão cruciais para se minimizar os efeitos da tragédia. Os magos os deixam viver uns dias e depois colocam os dois em hibernação.
  • Então Yuuko começa a morrer e a tragédia se concretiza: o amor de Clow por Yuuko se materializa, paralisa o tempo de Yuuko e cria um desejo. Yuuko, que deveria estar morta, continua viva, causando distorções no espaço-tempo. Pior: um desejo de Clow toma vida própria e começa a crescer… Clow sabe que, com o passar de alguns séculos, esse desejo se tornará tão poderoso que tomará forma humana – Fei Wong Reed – e fará absolutamente de tudo para reviver Yuuko completamente, sem se importar com as consequências. Mesmo sabendo disso, Clow é incapaz – devido ao seu amor – de destruir esse desejo.
  • Nota: nas páginas extras do capítulo final, Fay e Kurogane comentam sobre a maneira como Fei Wong morreu. Os dois especulam que ele poderia ser “no una persona, pero un pensamiento fuerte o quizá la imagen que quedó de un deseo de alguien con una magia poderosa”. Logo isso de Fei Wong ser um desejo personificado é algo dito pelo próprio mangá.
  • Constatação: “desejo” e “sonho” são dois conceitos bem próximos… quando se fala que “o sonho deve acabar” (「夢は終わらせなくては」 “yume wa owarase nakute wa”) – uma das frases mais repetidas em Tsubasa Chronicle –, está se dizendo que Fei Wong deve ser eliminado.
  • Clow, então, parte rumo à distorção no espaço-tempo, para ajudar na minimização dos efeitos da tragédia. Na sua falsa vida, dentro da distorção, Clow conclui seus estudos. Ele volta ao seu próprio espaço-tempo e executa a magia para dividir sua alma.
  • Yuuko cria uma loja, uma loja que a ajudará a colocar seu plano em prática quando Fei Wong despertar. Para auxiliá-la na administração, Yuuko cria suas próprias guardiãs: Marudashi e Morodashi (as duas são comumente chamadas de Maru e Moro respectivamente).
  • Curiosidade: “Marudashi” e “Morodashi” soam em japonês como nomes de comida (por isso o Watanuki fica tão nervoso quando descobre os nomes das duas, logo no primeiro capítulo de ×××Holic)… o livro “Soel e Larg: As Aventuras dos Mokona Modoki” retrata a fixação da Yuuko em dar nomes que soam como alimentos… sorte da Soel e do Larg, que foram salvos (batizados) pelo Clow… ahahahahahahaha!
  • Alguns séculos se passam.
  • Clow enfim reencarna. Sua teoria demonstra-se correta: ao se dividir aquele “algo” desapareceu e sua magia tornou-se normal, apesar de ainda ser muito grande. Só houve um problema: a magia ficou toda com uma das duas reencarnações. Eriol Hiiragizawa (que também ficou com todas as memórias do mago Clow) começa a planejar como resolver isso.
  • Constatação: Eriol chegou à conclusão de que a filha de sua contraparte seria a pessoa mais indicada resolver seu problema, lembrando que ele mesmo não poderia fazer a magia e que os poderes do Touya são de um tipo diferente, do tipo que Nadeshiko possuía. O fato de Sakura ser filha daquele que não tinha consciência do que estava ocorrendo provavelmente facilita em muito a execução da magia de divisão de poderes. Para poder treiná-la, Eriol resolve torná-la a nova dona das cartas e planta certo livro na biblioteca de sua contraparte.
  • Divagação: por ambos serem reencarnações de Clow, provavelmente Eriol e Fujitaka nasceram no mesmo ano ou com um ano de diferença. É certo, contudo, que Eriol é de 23 de março, enquanto Fujitaka é de 3 de janeiro. Muito tempo antes de Tsubasa Chronicle começar a ser publicado, Yoko Hiyama – dona do fã-site www.oocities.com/hiren_chan/index.html – já especulava que Eriol usava sua magia para fingir ser criança. De que outra forma ele poderia ser colega de classe de Sakura? Fingir ser professor é para os fracos! XD
  • [Eventos de Card Captor Sakura]
  • Nota: quando a Sakura Kinomoto faz a magia para entregar metade dos poderes de Eriol para o Fujitaka Kinomoto, se diz que ela se tornara mais forte do que Clow, pois isso é um requisito para poder se fazer tal magia. Acredito, porém, que isso se refere ao poder mágico normal dele, a parte “controlada” e que foi herdada por suas reencarnações. O tal “algo” que o mago Clow possuía fazia sua magia ir além de seus verdadeiros limites, por isso seu controle era tão difícil, senão impossível. Arrisco, inclusive, a dizer que os poderes do mago Clow eram virtualmente ilimitados por causa desse “algo”.
  • Divagação: aproveitando que eu falei isso e voltando um pouquinho a análise, qual foi o preço que Clow pagou para poder congelar o tempo de Yuuko? Simplesmente nenhum. Quando a rainha Nadeshiko para o tempo de Sakura-hime, ela não paga nada, mas seu corpo começa a sofrer por causa da enorme pressão que manter uma magia de tão alto nível exerce (isso seria o tal preço, inclusive). Como os poderes de Clow naquele momento eram ilimitados, o corpo dele não sofreu nada, até por que a magia passou a ser sustentada por Fei Wong, o desejo que assumiu forma própria. A única dívida que Clow possuía era uma dívida moral.
  • Sakura Kinomoto Li e Syaoran Li têm um filho e o batizam de Tsubasa Li. Ele é a xérox do pai.
  • Fei Wong começa a se movimentar. Tsubasa tem sonhos que o chamam. Sakura e Syaoran, informados sobre o destino de seu filho, vão até Yuuko. Sakura entrega seu báculo como pagamento e Tsubasa viaja pelas dimensões até o reino de Clow Koku. Sabendo das futuras distorções, Yuuko pede para Tsubasa que se identifique como “Syaoran”, a fim de evitar mais incoerências (mais detalhes no final).
  • Nota: a escrita japonesa de “Clow Koku” (玖楼国) sugere que o fato de esse nome soar igual ao nome do mago Clow é uma mera “coincidência”.
  • Fei Wong joga uma maldição em Sakura-hime. Tsubasa é trazido de volta a sua própria dimensão.
  • Tsubasa retorna a Clow Koku e tenta encontrar um meio de quebrar a maldição, mas em vão.
  • No momento no qual Sakura-hime estava morrendo, a rainha Nadeshiko para o tempo. Neste momento Fei Wong aparece e convence Tsubasa a voltar no tempo. Yuuko intervém para impedir que tudo saia exatamente como Fei Wong quer. Nessa intervenção Yuuko utiliza a magia do báculo de Sakura Li.
  • 1ª volta no tempo (somente Tsubasa, Fei Wong e Yuuko se lembram do “passado”).
  • Com o tempo rebobinado várias distorções são criadas. Tsubasa deixa de ser filho de Sakura Li e Syaoran Li (agora o nome dele é simplesmente “Tsubasa”, sem o “Li”); e um menino surge do nada para ocupar o vazio deixado: Kimihiro Li. Yuuko salva Kimihiro da nefasta influência de Fei Wong e o entrega para os Li.
  • Nota: o Kimihiro não é um humano nem uma criação. Ele é uma distorção e, portanto, está no “meio do caminho”. Por isso ele tem um “potencial de alma”. Se ele desejar existir, desejar estar onde estar, esse potencial evoluirá numa alma completa, caso contrário ele sumirá. Por isso o Tsubasa só sabe dizer “não suma” toda vez que se encontra com o Kimihiro.
  • Porém Tsubasa não tem a mesma sorte: como preço por ter rebobinado o tempo, ele teve que dar sua liberdade para Fei Wong por igual período. Fei Wong prende Tsubasa e, secretamente, prende Sakura-hime também e cria um clone de cada um deles.
  • Fei Wong começa a perturbar as vidas de Kurogane e de Yuui (Fay D. Flourite).
  • Fei Wong manda os clones para Clow Koku. Mais distorções ocorrem: a rainha Nadeshiko morre, o rei Fujitaka se torna um arqueólogo e “pai” do Syaoran clone. A Sakura clone e o príncipe Touya ficam sem pais. Sabendo que isso ocorreria, Clow Reed vem a essa distorção para ser o “pai” da clone e do príncipe.
  • Nota: fora Tsubasa, somente a rainha Nadeshiko e o rei Fujitaka sabiam da maldição que Fei Wong jogara em Sakura-hime (Nadeshiko podia vê-la, inclusive), por isso esses dois foram os mais afetados pelas distorções.
  • Posteriormente, Clow retorna à sua dimensão e ao seu tempo, o clérigo Yukito se torna o sumo sacerdote e o príncipe Touya assume o trono (Clow acumulava as funções de rei e de sumo sacerdote).
  • Kimihiro Li cresce e é informado sobre tudo o que ocorrera. Ele não se conforma em não fazer nada, então ele sacrifica suas memórias e sua relação com sua família para que seu irmão espiritual não tenha que pagar preços demasiados altos. Kimihiro Li passa a se chamar Kimihiro Watanuki; “Watanuki” é um sobrenome inventado que faz referência a uma importante data (1º de abril, aniversário de Tsubasa e de Sakura-hime).
  • Fei Wong espalha as memórias de Sakura clone pelas dimensões sob a forma de penas.
  • [Eventos de Tsubasa Chronicle e de ×××Holic, até o flashback do Tsubasa]
  • Syaoran clone é morto por Fei Wong. Yuuko, antes que ele desapareça completamente, o salva. Ela diz que ele, por ser um clone, não pode morrer, só desaparecer e revela que também salvou a Sakura clone. Yuuko diz que rebobinará o tempo para que os clones possam viver em paz por algum tempo; o pagamento é feito por ela própria – ficando na loja realizando desejos – e por Clow.
  • Nota: o preço que Clow pagou foi “deixar para trás o poder mágico e vida que lhe restavam”. Então concluiu-se que a magia que ele realizou para dividir sua alma é uma magia de “efeito contido”: seu efeito só se manifestaria quando um evento necessário ocorresse, no caso a morte do próprio Clow. O efeito, portanto, não é imediato como puderíamos supor. Então, só depois de realizar a magia de divisão, ele pagou o referido preço. Por falar nisso, o fato de Eriol ter inicialmente ficado com todos os poderes de Clow certamente é um efeito colateral inesperado de Clow ter se desfeito de seu poder mágico.
  • Divagação: e por que ele não se desfez de seu poder mágico desde o início? Acredito que o fato de se desfazer do poder mágico por si só não o extingue. O poder mágico está vinculado à vida do seu dono original. Tanto é que ele precisou se desfazer do poder mágico para poder se desfazer da vida.
  • 2ª volta no tempo (somente os clones revividos e Yuuko se lembram do “passado”).
  • Numa outra dimensão (possivelmente a dimensão de Hikari, Umi e Fuu de Guerreiras Mágicas), os clones renascem. Os clones revividos nascem como equivalentes de Sakura Li e de Syaoran Li (por isso a Sakura clone revivida tem um irmão chamado Touya e conhece um Yukito… esse Touya e esse Yukito NÃO são os de Card Captor Sakura, pois – como dito – eles são de uma outra dimensão). Eles se encontram em Hong Kong e têm um filho, o Tsubasa.
  • Como o Tsubasa nasceu numa outra dimensão, para compensar o Kimihiro Li nascerá nesse novo tempo como se fosse um filho normal dos Li da dimensão de Card Captor Sakura. Porém, na verdade, ele deixou de ser uma distorção da 1ª volta no tempo para se tornar uma distorção da 2ª volta no tempo.
  • Sakura Li se encontra com a Sakura clone revivida em sonhos e lhe dá seu báculo, para que a clone revivida possa dar o báculo para a Yuuko quando o Tsubasa for viajar. Essa é a única ocasião na qual a Sakura Li de Card Captor Sakura aparece no mangá de Tsubasa Chronicle.
  • Nota: Sakura Li fez isso para que a clone revivida pudesse pagar o mesmo preço que foi pago na outra linha temporal, a fim de evitar maiores perturbações no espaço-tempo. Evidentemente foi a Yuuko que pediu à Sakura Li que fizesse isso. Se lembra do “algo” que só o Clow de CCS tinha? Por causa disso, as cartas Clow e, por consequência, o báculo só existem na dimensão de CCS.
  • Após o Tsubasa partir para Clow Koku, os clones revividos sacrificam seus tempos e o seu convívio para poder ajudar o Tsubasa (eles vão ficar naquele tubo de vidro). Essa foi a primeiríssima cena do mangá.
  • Esse Tsubasa, filho dos clones, reviverá todas as experiências do anterior, o que ocasionará uma repetição da 1ª volta no tempo. Essa repetição, contudo, ocorre num contexto distinto da 1ª volta no tempo original, pois o Kimihiro já existia e o Tsubasa não iria deixar nenhum “vácuo”. Assim sendo, o rei Fujitaka e a rainha Nadeshiko não são mais afetados.
  • Após essa repetição da 1ª volta no tempo, o Fei Wong novamente cria os clones, mas dessa vez serão mortos de verdade, pois – se a Yuuko os salvassem novamente – ela iria criar um loop temporal (repetição infinita de um período de tempo). Essa recriação cria uma grande distorção: nesse tempo “rerebobinado” os clones existem duplamente (os criados e os revividos).
  • Nota: a Yuuko certamente pediu o apoio do rei Fujitaka e da rainha Nadeshiko para os três juntos ocultarem as diferenças entre essa nova realidade temporal e a anterior (os clones revividos já fizeram a parte deles ao se ocultarem no tubo de vidro). O motivo evidentemente é evitar maiores e imprevisíveis distorções temporais.
  • A batalha final de Tsubasa, Kurogane, Fay e Soel contra Fei Wong começa. Sakura-hime está desacordada. Quando tudo parecia perdido, os clones revividos aparecem. Fei Wong é derrotado e Yuuko, enfim, pode morrer e o tempo pode continuar “sem mais rodeios”.
  • [Eventos do final de Tsubasa e de ×××Holic]
  • Nota: na última cena de Tsubasa Chronicle, Sakura-hime diz que seu nome real também é “Tsubasa”… se formos parar para pensar sobre Clow Koku, chegaremos à conclusão de que a própria existência do país antes do Tsubasa (“Syaoran”) ir lá pela primeira vez é fruto da distorção no espaço-tempo; pois aquelas ruínas só existem por causa da pena que Sakura clone deixou lá… então Sakura-hime ter o nome de “Tsubasa” (e, talvez, o nome do país soar igual ao do mago Clow) nada mais é do que outra distorção. Assim sendo, se os dois descobrissem essa “coincidência” antes dos eventos do mangá, as distorções poderiam ficar ainda mais graves. Por isso o Tsubasa – alertado por Yuuko na 1ª vez (antes da volta no tempo) e por Syaoran clone revivido na 2ª vez (é aqui onde o mangá se passa) – se identificava como “Syaoran”. A Sakura-hime, por sua vez, deve ter sido avisada pela rainha Nadeshiko, que podia sentir o destino difícil pelo qual a filha passaria.
  • Constatação: provavelmente o descrito nessa última nota é o motivo pelo qual há um “limite na intervenção”, algo recorrentemente citado tanto por Yuuko como por Fei Wong… é evidente que Yuuko poderia acabar com os planos de Fei Wong antes mesmo de a história começar, até por que ela contaria com a ajuda dos Li… porém se ela fizesse isso, Clow Koku deixaria de existir e isso significaria matar todo o povo desse país indiretamente!!!
  • [Eventos de ×××Holic Rou]
  • Nota: como explicado antes, o fato de o rei Fujitaka e a rainha Nadeshiko terminarem a história vivos implica necessariamente que o Kimihiro tenha se tornado uma distorção da 2ª volta no tempo e, portanto, filho dos Li da dimensão de Card Captor Sakura, pois o “vácuo” que matou os dois antes não mais poderia existir. O fato de Kimihiro – no último capítulo de ×××Holic Rou – usar o mahoujin (círculo mágico) de Clow comprova essa tese. E por que o círculo de Clow ou invés do de Syaoran Li? Simples: Kimihiro é uma espécie de “oposto” de Tsubasa, basta olhar a aparência. Logo seria estranho ele herdar o mesmo círculo que Tsubasa herdou. Por isso ele herda o círculo do avô materno, Fujitaka Kinomoto.
Acredito que todas as pontas se juntaram. A história é um pouco confusa, mas faz sim sentido! O CLAMP conseguiu fazer com que não houvesse nenhum paradoxo temporal! Sensacional!
Adaptado de: Kobato no Tsubasa

9 comentários:

  1. Parabéns pelo site! :) Gostaria de saber se vocês tem o álbum da Sakura lançado pela Conrad Editora e se tiverem gostaria de comprar. :D Abs!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Não seriam 19 cartas Clow? No anime é que aparecem 52 cartas (fora a carta criada no filme 1).

    ResponderExcluir
  4. Agora entendi tudinho *___* a história havia ficado muito confusa... eles poderiam pelo menos uma vez retratar fielmente o Mangá em anime... isso seria D+!!! Começar a produzir seus animes para assim não causar desilusões aos fãs (toda vez que leio o mangá e depois vejo um anime... é uma tristeza... e se assisto o anime antes, corro pra net pra baixar todos os volumes e leio tudo de uma só vez... viciada reconheço, mas atire a primeira pedra quem nunca foi kkk) ou pior... o anime fica sem final :( e quando tem é indignante.
    Enfim muito Obrigada! Ajudou muito =)

    ResponderExcluir
  5. Juliana, na verdade são 53 cartas Clow, a 53ª aparece no filme 2, A Carta Selada, não no 1. A carta do filme 1 é a Flecha, que faz parte das 52 cartas principais.

    ResponderExcluir
  6. Pô, que legal!!! Eu ja tinha entendido uma parte da história, mas agora tudo faz sentido... Parabéns pelo Blog, bastante inspirador... Fiquei um tempão procurando na net, alguém que soubesse o que realmente tinha acontecido e explicasse, inclusive em sites de lingua inglesa e espanhola, mas encontrei pessoas mas perdidas do que eu... Ganhei meu ano...Uhulllll Valeu

    ResponderExcluir
  7. Olá sempais!!!
    primeiramente gostaria de parabenizar pelo belissimo post! e segundo, tenho uma grande dúvida a respeito do final de TRC. bom, comecei a ler e encerrei esse mês e já digo que AMEI a historia todaa! li o TWC tbm, uma continuação do TRC, porém a Sakura hime nao vai junto com todos. ai que entra a minha duvida: por que shaoran, fay e kurogane continuam a ir de dimensões em dimensões se a sakura hime já voltou à seu mundo e Fei Wang já foi morto??? ainda há penas sakura para recolher?? e se sim, pq não foi apresentado isso na sequencia Nirai Kanai em TWC???
    arigatoooou nee!!! bjitos <3

    ResponderExcluir

© Sakura Planet - 2017. Todos os direitos reservados. Designer e criação por: Vitor Araújo.